-->

Header ads

Header ads
» » » » » » » Os Eternos Desconhecidos (1958) Paródia

I Soliti Ignoti (1958) - Mario Monicelli - 

Cosimo (Carotenuto) é um pequeno criminoso, em Roma, que decide roubar um carro uma noite. Ele é muito incapaz e atrai a atenção da polícia, acabando preso. Na cadeia, Cosimo ouve um plano para uma roubo, então tenta conseguir alguém para confessar seu crime e ficar no seu lugar. Peppe (Gassman), um ladrãozinho ex-boxeador, aceita a fraude pelo dinheiro, mas a polícia não cai na sua conversa e ele vai preso também. Contudo, a prisão servirá para Peppe aprender sobre o roubo que Cosimo está planejando tão cuidadosamente. Peppe é liberado e procura os homens que estavam envolvidos com Cosimo no plano original. O grupo inclue uma variedade de pequenos ladrões de rua, que não têm experiência em como fazer este tipo de trabalho. Recorrem a Dante Cruciani (Totó), um aposentado mestre abridor de cofres, que recebe para ensinar a gangue como abrir o cofre, da loja de penhores que planejam roubar. O único problema com o plano é que Dante não vai participar e tudo ficará a cargo de  Peppe e sua gangue. Peppe, fica conhecendo Nicoletta (Carla), que é a sobrinha das ocupantes do apartamento ao lado da casa de penhores, ele tem um breve romance com ela mulher, para entrar no apartamento quando as duas senhoras saírem no fim de semana. Envolvido na quadrilha está Mario (Salvatori), ladrão e receptador, que fica conhecendo a bela Carmelina (Claudia), irmã de Ferribotti (Murgia), o siciliano do grupo, que protege sua casta irmã para um possível bom casamento. Há também Tiberio (Mastroianni), um fotógrafo desempregado, cuja esposa está presa e ele agora está cuidando do filho do casal. Por fim, Campanelle (Pisacane), um ex-jóquei, agora um velho inútil e que está sempre com fome. Depois de todos os preparativos, chega a grande noite do assalto e o que acontece é indescritível...
Maravilhoso! Genial! Magnífico! Imperdível! Soberbo! Inesquecível!
Comentário: O filme é uma clara paródia ao insuperável clássico noir e famoso filme de assalto, o francês "Rififi" (1955), dirigido por Jules Dassin. No entanto, Monicelli adapta a história à realidade pós guerra do cotidiano italiano, numa pura mostra do neo realismo italiano, usando os aspectos cômicos sobre um grupo de desempregados lunáticos, que não têm idéia do que querem, num paradoxo dramático. Este é um dos melhores filmes dos anos 50 e reune um dos melhores elencos do cinema italiano na época. Jamais teremos um filme com tantos profissionais de altíssima qualidade juntos, diretor e atores. John Huston "criou" o sub gênero de filmes de assalto com "The Asphalt Jungle" (O Segredo das Jóias)), em 1950, Jules Dassin atingiu o ápice como "Rififi" (Rififi), em 1955 e Mario Monicelli satirizou maravilhosamente com "I Soliti Ignoti" (Os Eternos Desconhecidos), em 1958.
Direção: Mario Monicelli
Elenco: Vittorio Gassman, Renato Salvatori, Claudia Cardinale, Marcello Mastroianni, Memmo Carotenuto, Totó, Carla Gravina, Tiberio Murgia, Carlo Pisacane, Rossana Rory, Gina Rovere, Gina Amendola.
País de Produção: Itália
Ano de Produção: 1958
Duração: 106 minutos
Legendado 

(Aguarde o carregamento) 

Os Eternos Desconhecidos (1958) on IMDb

POSTERS (21)
ITÁLIA
BRASIL
ARGENTINA
ESPANHA
FRANÇA
GRÉCIA
INGLATERRA
MÉXICO
POLÔNIA
USA


Sobre o Autor gabriel pereira

Um Eterno Apaixonado pela 7ª Arte.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe um Comentário

Aventura

Aventura»

Brasileiro

Brasileiro»

ASSISTA TAMBÉM