-->

Header ads

Header ads
» » » » » Cidadão Kane (1941) Clássico

Citizen Kane (1941) - Orson Welles -


                    
O multimilionário e barão da imprensa, Charles Foster Kane (Welles), morre sozinho em sua extravagante mansão, 'Xanadu', falando uma única palavra: "Rosebud". Em uma tentativa de descobrir o significado desta palavra, um repórter, chamado Thompson (Alland) rastreia e entrevista as pessoas que trabalharam e viveram com Charlie Kane; seu bom amigo, Jedediah Leland (Cotten), sua ex-esposa Susan (Dorothy) e alguns colaboradores. Eles contam suas histórias em uma série de 'flash backs', que revelam muito sobre a vida de Charlie Kane, mas não o suficiente para desbloquear o enigma de seu último suspiro, "Roseblud"... 
Comentário: Teve 9 indicações para o Oscar de 1942, porém somente foi vencedor do Oscar de Melhor Roteiro Original, no entanto, foi premiado como Melhor Filme pelos Críticos de Cinema de Nova York e pela National Board, em 1941.
Apesar de toda a publicidade, o filme foi um fracasso de bilheteria. Na cerimônia do Oscar de 1941, o filme foi vaiado cada vez que uma de suas 9 indicações foi anunciada. Numa tentativa de recuperar parte das perdas, a RKO distribuiu o filme, em janeiro de 1942, num 'programa duplo' com o filme "Pérfida" de 1941, estrelado por Bette Davis. Ele somente foi relançado em meados dos anos 50. Orson Welles tinha apenas 25 anos quando ele dirigiu, co-escreveu, estrelou e produziu este filme, que é seu primeiro filme, uma façanha improvável de acontecer novamente. Welles trabalhou normalmente de 16 a 18 horas por dia no filme. O elenco era inteiramente do 'Mercury Theatre', que Welles fundara quando tinha 21 anos. O Teatro Mercury fez as  dramatizações de rádio de obras como: "Os Miseráveis", "A Ilha do Tesouro", "Os 39 Passos", "Abraham Lincoln", "O Conde de Monte Cristo" e, o mais famoso, "A Guerra dos Mundos" que causou o maior pânico nos EUA. O premiado roteiro foi escrito por Welles e Herman J. Mankiewicz, mas causou muitas polêmicas, inclusive com Welles tentando comprar a parte de Herman. Ambas estatuetas do Oscar que ganharam, foram leiloadas: a de Welles, em 20 de dezembro de 2011, por $861.542 dólares e a de Herman, em 28 de fevereiro de 2012, por $588.455 dólares. Para este filme, Welles, juntamente com o diretor de fotografia Gregg Toland, usou uma técnica pioneira de "foco profundo", uma técnica que mantém todos os objetos em primeiro plano, com o centro e o  fundo em foco simultâneo, trazendo com isso uma sensação de profundidade, mudando o mundo bidimensional dos filmes até àquela época. Como também usou tomadas de cima para baixo e vice versa, que ele observara no filme "No Tempo das Diligências", de John Ford. O filme se passa 1871-1941 e foi obviamente inspirado em William Randolph Hearst, magnata da imprensa nos EUA, figura poderosa e extremamente proeminente no país. Hearst ficou tão irritado com o filme que acusou Welles de ser comunista. Proibiu qualquer propaganda do filme em todos os seus jornais, ou mesmo de quaisquer outros filmes da RKO. Tentou comprar o negativo do dono do Estúdio RKA, George Schaefer, com a intenção de destruí-lo. Porisso o filme foi lançado num número limitado de salas de cinema, e, evidentemente, dando prejuízo à RKA. Os críticos dos jornais de Hearst não podiam citar o filme. O filme não foi citado em nenhum jornal de Hearst, até meados da década de 1970, quando o crítico de cinema do "Los Angeles Herald Examiner", Ray Loynd, finalmente, escreveu sobre o filme. 
"Rosebud" - De acordo com um ensaio escrito para o "New York Review of Books", de Gore Vidal, "Rosebud" era o nome que Hearst dava para a vagina de sua mulher e amante, a atriz Marion Davies. Alguns outros relatórios afirmam que o roteirista Herman J. Mankiewicz usou o nome de uma bicicleta que tinha quando criança. Welles dizia que era o nome de um cão de uma ex namorada, de qualquer maneira, as discussões da origem do nome "Rosebud" continuaram até a década de 1970, como respeito e temor por Hearst e, após sua morte, um assunto permanece tabu até hoje...
O filme é considerado um dos 'top ten' de todos os tempos. Magnífico e Obrigatório!
Direção: Orson Welles
Elenco: Orson Welles, Joseph Cotten, Dorothy Comingore, Agnes Moorehead, Ruth Warrick, Ray Collins, Everett Sloane, William Alland, Erskine Sanford.
País de Produção: USA
Ano de Produção: 1941
Duração: 119 minutos
Legendado

(Assista o filme completo em clubedofilmegratis.com.br)


Cidadão Kane (1941) on IMDb

(Aguarde o carregamento)
 


POSTERS (17)


USA
BRASIL
ALEMANHA
ESPANHA
FRANÇA
INGLATERRA
ITÁLIA
JAPÃO
POLÔNIA
REPÚBLICA TCHECA
TURQUIA

 

Sobre o Autor gabriel pereira

Um Eterno Apaixonado pela 7ª Arte.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe um Comentário

Aventura

Aventura»

Brasileiro

Brasileiro»

ASSISTA TAMBÉM